Arquivo

Textos com Etiquetas ‘O nome do vento’

Os 10 Melhores Romances de FC e F da década – segundo os leitores da Tor.com

4, março, 2011 9 comentários

Olha, acho que todo mundo anda meio de saco cheio de listas: ‘os melhores livros sobre sexo’, ‘os melhores filmes inspirados em livros sobre sexo’ e por aí. Porém, esse ranking feito pelos leitores do site oficial da editora Tor – especializada em literatura fantástica e que publica grandes nomes – me bateu por dois motivos. Primeiro, eu li seis dos mais votados, o que me deu aquele orgulhinho besta de estar minimamente antenada. E em segundo lugar, porque dos 10 livros, 2 estão disponíveis em edições brasileiras e 2 estão programados para recebe-las.

Vamos a lista.

*

1- Old Man’s War by John Scalzi

Ainda sem previsão de sair no Brasil, o excelente romance de John Scalzi é o primeiro de uma série passada em um futuro no qual a Terra é uma potência universal. E como toda potência, enfrenta percalços militares que são resolvidos de forma inversa à maneira mostrada no clássico Ender’s Game de Orson Scott Card: no universo criado por Scalzi, as batalhas são combatidas por anciões que receberam corpos novos. É, exatamente isso: aos setenta anos, ao invés de se aposentar, você se torna um recruta, ganha um corpo construído com super habilidades e vai batalhar contra os mais diversos tipos de criaturas, nos lugares mais inóspitos possíveis.  A narrativa é deliciosa, com um senso de humor sensacional e faz referências a dois clássicos da FC militar que já aportaram no Brasil:  Tropas Estelares do Robert Heinlein e Guerra sem fim do Joe Haldeman (que saiu pela Iluminuras, que traz títulos surpreendentes a preços exorbitantes).

Você pode degustar um pouco do cenário aqui (em inglês) e podemos torcer para que a adaptação do livro para o cinema nos traga uma versão brasileira, com um título melhor que a portuguesa que saiu pela Gallilivros (A guerra é para os velhos)

*

2- American Gods by Neil Gaiman

Neil Gaiman

Um momento de descanso para os olhos

Ter Neil Gaiman no ‘top 10’ não é surpresa, a surpresa foi ele não estar no topo! Deuses Americanos – que finalmente vai ser reeditado pela Conrad – consolidou o roteirista de Sandman como escritor e pavimentou a estrada para que ele se tornasse um dos poucos popstars literários de hoje. Numa trama cheia de referências à mitologia, acompanhamos Shadow em uma viagem pelos Estados Unidos, em um clima de Road movie fantástico. Nessa estrada, ele vai encontrado criaturas e seres que, desenraizados, construíram novas identidades e novas religiões no novo mundo.

Não há muito o que falar desse livro que redefiniu a Fantasia Contemporânea – ou do seu autor, um dos escritores mais ativos, bonitos e cheirosos dos últimos tempos.

E sim, ele é cheiroso. Eu sei. Dei um abraço nele. Há!

(Ok, foi desnecessário, mas não agüento falar do Gaiman sem ressaltar essa parte. Me processem!)

*

3- The Name of the Wind by Patrick Rothfuss

Eis a grande surpresa – da lista e da década! Primeira parte da ‘Crônica do Matador de Reis’ – o 2º livro Wise man’s fear sai agora em março nos EUA – O nome do vento saiu no Brasil em 2009, apenas 2 anos depois de sua primeira edição. É o romance de estréia de Pat Rothfuss e seu sucesso surpreendeu até mesmo o autor, que  aproveitou a fama para… fazer caridade!

Uma fantasia sombria, que conta a história de Kvothe por várias dificuldades enquanto ele busca desenvolver forças para se vingar dos Chandrianos, entidades lendárias que voltam a vida e provocam um desequilíbrio de forças. O livro todo tem um clima de desespero e de sombras – mesmo a quadrinha infantil sobre os vilões começa a dar medo quando você se aprofunda mais na história:

When the hearthfire turn to blue,
what to do? what to do?
Run outside, run and hide.
When his eyes are black as crow?
where to go? where to go?
Near and far. here they are
See a man without a face?
Move likes ghosts from place to place
what’s their plan? What’s their plan?
Chandrian. Chandrian

A bela capa brasileira


A Carol fez uma boa resenha do livro.

*

4- Blindsight by Peter Watts

Desse livro, eu nem tinha ouvido falar. Então, recorri ao Google – e aquele orgulho besta meio que desapareceu, já que o romance concorreu ao Hugo de 2007… A minha desculpa é, que segundo a Wikipedia,  trata-se de um romance de FC Hard, que não é minha praia. A trama explora temas como identidades e consciência, usando como mote uma equipe de astronautas que encontra uma entidade extraterrestes. E pra minha total surpresa, o livro está disponível online! Vou aproveitar para ler.

*

5- Kushiel’s Dart by Jacqueline Carey

Outro que se encaixa na categoria ‘nunca ouvi falar’.  Pelo que vi na Wikipedia, é uma fantasia inspirada no Gênesis, com anjozzzz….

Não, não me interessou. Pelos comentários da equipe da Tor.Com, é uma série com muitos fãs – o que explica a sua inclusão.

*

6- A Storm of Swords by George R.R. Martin

Se você não sabe quem é George Martin ou a sua série, sugiro que você leia esse post.

Leu?

Não há muito mais o que falar. Storm of swords é o terceiro e maior livro da saga até agora, e o mais complexo – segundo os fãs. Eu? Bem, apesar de ter adorado o primeiro volume, prometi que só leria os outros quando o 5º livro saísse.

Se a notícia for verdade, acho que tenho três livros para ler esse ano!

*

7- Jonathan Strange & Mr Norrell by Susanna Clarke

Esse foi um livro que me derrotou. Cheguei no final por pura obstinação mesmo, porque vontade de largar eu tive, e muita.

Porém, o romance de estréia de Susanna Clarke foi muito elogiado e premiado, com críticos encantados pela prosa dickeniana que conta a história de dois homens que trazem a magia de volta para a Inglaterra.

Quem quiser se aventurar, o livro foi publicado no Brasil.

*

8- Anathem by Neal Stephenson

Esse está na pilha para ler. Ainda não me animei a passar das 100 primeiras páginas  – são 930. E pelo tamanho, vocês devem ter uma vaga idéia de que nada acontece muito no começo. Mas a discussão parece bem interessante.

Um dado: esse livro era a barbada para o Hugo de 2009, que perdeu para o infanto-juvenil O livro do cemitério do Neil Gaiman. Admito que votei no Gaiman.

*

9- Mistborn: The Final Empire by Brandon Sanderson

Brandon Sanderson é o melhor aluno de Robert Jordan  e seu trabalho na trilogia Mistborn – que começou com esse livro – lhe valeu o posto de perpetuador da saga de Jordan (para quem não sabe, “Wheel of time”).

Achei muito ‘predestinado muda o destino do Mundo’, mas a protagonista é bastante simpática e acaba te atraindo pro livro. O cenário é bem construído, inclusive a parte dos poderes dos Mistborn.

*

10- Perdido Street Station by China Mieville

Bem, esse livro é o grande responsável pelo hype que surgiu no fandom brasileiro sobre a moda New Weird. E em parte isso se justifica pela qualidade do texto. Mieville desfia a cidade de New Crobuzon com uma veracidade que por vezes é difícil lembrar que ela não existe.

Criaturas bizarras, um perigo que ameaça destruir tudo, um casal completamente impossível – que tem uma cena de sexo belissimamente escrita, um plot intrigante e complexo. Faltam adjetivos para descrever esse delírio do escritor inglês. Ah sim, foi prometido para breve pela Tarja Editorial!

Não é o Gaiman, mas é charmoso

Pessoalmente, a minha lista teria o Pat Rothfuss em 1º, o Neil Gaiman em 2º e o China em 3º – com um quase empate com o Scalzi.

Bem, é isso, espero que vocês aproveitem o post e leiam alguns desses livros, em inglês ou em português.